ABIAN FUTURO IYAWO

Na história dos cultos afro-brasileiros, existe uma categoria de pessoas que são determinadas ou classificadas de Abianuma palavra de origem yorubá que quer dizer: Ab- = aquele que; e An = seria uma contração de onã, que quer dizer caminho. A junção destas duas palavras, formou-se o termo “Abian”, que quer dizer, aquele que começa um novo caminho. Ou seja, o abian, é uma pessoa que está começando um novo caminho, uma nova vida espiritual. Esse é um momento de uma importância, pois, é nesse período que aquele noviço ou recém chegado tem contato com os já iniciados, passando a observar os vários comportamentos e desempenhar também várias tarefas, sem exercer um maior envolvimento com a religião. Desta forma, entendemos que abina é um rito de passagem presente no cotidiano da religião de matriz africana, marcados por cerimônias que dentro do contexto, representam igualmente a progressiva aceitação do iniciado e sua participação na comunidade na qual está inserido, considerando tanto o seu valor individual quanto o coletivo.

(Irivan de Assis Santos Silva)

Com entendimento do parágrafo acima, só dependerá de você ter uma vida melhor consigo mesmo, com sua religião, com sua Casa, com seu Babá/Iyá, e seus irmãos e com os demais que lhe rodeia.

Abiyan-Ketu/Nagô: Seus Deveres e Responsabilidades

O Abiyan é toda pessoa que depois de fazer uma consulta através dos búzios com o Babalorixá ou Iyalorixá, tenha tomado no mínimo um Obí e tenha um fio de contas lavado de Oxalá.

O procedimento e comportamentos básicos de um Abiyan.

  • Estar vestido de branco principalmente se a casa for de Oxalá; ressaltando que:
  • Para os homens – calça comprida e camisa branca;
  • Mulheres – Vestido ou saia/camisa branca;

Ao chegar ir direto beber um copo d’água para esfriar o corpo da rua, sem fazer paradas e evitar qualquer conversa.

  • Tomar seu banho de ervas e colocar sua roupa de morin;
  • .Bater a cabeça no Axé, na porta dos quartos de Santo; para o Babá/Iyá, “trocar” à benção com TODOS os seus irmãos, sendo por ordem hierárquica (dos mais velhos aos mais novos), de acordo com a ordem iniciada.
  • Perguntar ao Babá/Iyá, sobre a função que deverá fazer na Casa; muitas vezes por ordem do Babá/Iyá, as funções podem ser determinadas pelas Ajoiês (Ekédi) da Casa.
  • O Abiyan deverá fazer suas refeições sentadas na ení (esteira), e assim que terminarem, deverão levantar as mesmas e guardá-las; não devem colocar os pés calçados nas enís;
  • O Abiyan somente poderá dormir em ení, caso se faça necessário terá a autorização do Babá/Iyá, para dormir nos quartos dos Orisás;
  • O Abiyan ao levantar não deve falar com ninguém, deve antes beber um pouco de água; isso é para apagar os vestígios ou traços negativos provocados pelo mau hálito.
  • O Abiyan não deve ocultar do Babá/Iyá qualquer tipo de dúvida, problema e mal entendido.
  • O Abiyan não deve fumar na frente de seu Babá/Iyá.
  • O Abiyan nunca fica de pé em frente ao Babá/Iyá e sim agachado, com a cabeça baixa.
  • O Abiyan nunca interrompe o Babá/Iyá quando estiver conversando com alguém. Quando tiver visita no barracão (egbomis, ekedes, ogãs, zeladores), seja em dia de festa ou em dia corriqueiro, é correto que os filhos se abaixem próximo a ele para dirigir a palavra. Diz então: AGÔ (Licença) e esperar ele dizer AGÔ YA. E de cabeça baixa, falar com ele em tom de voz baixa.
  • O Abiyan não deve passar pelo o Babá/Iyá com a cabeça erguida, e sim um pouco curvado para frente.

Sempre que for servir o Babá/Iyá, deve-se levar o pedido numa bandeja ou prato e abaixar-se para servir.

  • O Abiyan só deverá entrar nas rodas de Xirê se forem chamados pelo Baba/Iyalorixá.
  • O Abiyan tem suas funções na casa relacionadas à limpeza e manutenção, salvo se for um Abiyan antigo e de confiança com Orixá assentado, poderá exercer outras funções.
  • O Abiyan não tem Orixá definido ainda, por isso é denominado um Abiyan (aquele que está começando em um novo caminho)
  • O Abiyan deverá sempre pedir Agô para entrar e sair de cada ambiente do terreiro e esperar a resposta, Agô ya.
  • O Abiyan só poderá ir embora com autorização do Baba/Iyalorixá.
  • O Abiyan não questiona rituais litúrgicos de sua casa, respeita a hierarquia e se coloca sempre no seu lugar.
  • O Abiyan deve aproveitar o máximo esse periodo de aprendizado, humildade e retidão, pois é nesse momento que irão refletir quanto a futura iniciação, as responsabilidades do que é ser um Adôxu, um Iyawó. A Vivência no axé, a disciplina, observar o comportamento dos mais velhos, ser verdadeiro com seus sentimentos para com o Orixá, estar despojado de vaidades, e entender que o mais importante não é “fazer o santo e sim saber o porque de se iniciar para o santo”. Não há pressa para iniciação, Orixá entende e nos concede essa oportunidade de aperfeiçoamento e adaptação, salvo as raras exceções

Ser um bom Abiyan é estar se preparando para no futuro ser um bom Iyawó e assim como ser for um bom Iyawó será um bom Ègbón.

Abiyan e Iyawo-Ketu/Nagô: Seus Deveres e Responsabilidades

Abaixo, resumo algumas normas que devemos ter e manter em nossa Casa:

  • Perguntar ao Babá/Iyá, sobre a função que deverá fazer na Casa; muitas vezes por ordem do Babá/Iyá, as funções podem ser determinadas pelas Ajoiês (Ekédi) da Casa.

O Abiyan/Iyawo, somente poderá dormir em local alto (cama, sofá), caso seja liberado pelo Babá/Iyá; também se faz necessário a autorização do Babá/Iyá, para dormir nos quartos dos Orisás;

O Abiyan/Iyawo não deve fumar na frente de seu Babá/Iyá.

O Abiyan/Iyawo nunca fica de pé em frente ao Babá/Iyá e sim agachado, com a cabeça baixa.

O Abiyan/Iyawo nunca interrompe o Babá/Iyá quando estiver conversando com alguém. Quando tiver visita no barracão (egbomis, ekedes, ogãs, zeladores), seja em dia de festa ou em dia corriqueiro, é correto que os filhos se abaixem próximo a ele para dirigir a palavra. Diz então: AGÔ (Licença) e esperar ele dizer AGÔ YA. E de cabeça baixa, falar com ele em tom de voz baixa.

O Abiyan/Iyawo não deve passar pelo o Babá/Iyá com a cabeça erguida, e sim um pouco curvado para frente.O Abian/Iyawo só pode sentar em Apoti (Banquinho) mediante a autorização do Babá/Iyá.

Sempre que for servir o Babá/Iyá, deve-se levar o pedido numa bandeja ou prato e abaixar-se para servir.

 Iyawo – Ketu/Nagô: Seus Deveres e Responsabilidades:

Os preceitos são diversos para um Iyawo, assim como sua responsabilidade cresce perante a sua Casa.

O Iyawo, poderá dizer que é muito mais difícil ser um Iyawo que um Abian.

Ressalto que um Iyawo, será sempre um Iyawo, independente de ter algum cargo ou posto futuro. É importante também, fazer a observação que nem todo Iyawo possuirá um cargo ou posto*, não deixando de fazer suas obrigações espirituais por este motivo.

* Cargo e/ou posto, não é uma escolha deliberada pelo Babá/Iyá; cargo e/ou posto, está no caminho de cada um.

Abaixo, resumo algumas normas que devemos ter e manter em nossa Casa (verificar também os tens Abian/Iyawo):

  • O Iyawo, manterá seus 16 fios de conta no pescoço, toda vez que estiverem na Casa, assim como o mocan (símbolo do Iyawo), até sua obrigação de 7 anos. O contra egun, é retirado pelo Babá/Iyá, após o preceito de 3 meses, após a iniciação. Durante os 3 meses, o Iyawo, deb=verá dormir no chão, apenas forrado por uma esteira; suas refeições deverão ser servidas em prato de ágata e bebida na caneca de ágata; usar roupas brancas neste período.
  • O Iyawo não deve deixar dormir roupa em corda (pois Eguns a noite faz dela sua morada);
  • O Iyawo não deve passar embaixo de corda que pendurem roupas; sejam roupas quais elas forem;
  • O Iyawo não passa embaixo de escada;
  • O Iyawo não deve pegar sol e nem sereno, mesmo com cabeça coberta quando o Iyawo precisa trabalhar, ele irá fazer o possível, de andar na rua, sem uma necessidade).
  • O Iyawo deve sempre esta com O Ojá ( pano de cabeça) em sua cabeça.
  • O Iyawo não deve entrar em cemitério, só em casos muito especiais, assim mesmo com a cabeça coberta. E somente com a permissão do Babá/Iyá.
  • O Iyawo não deve entrar em, hospital, matadouro, etc, só em casos especiais, assim mesmo com a cabeça coberta. Somente com a permissão do Babá/Iyá
  • O Iyawo não deve ir a praia (Banho de Mar – areia, calçada, beira de praia, beira de mar, casa de praia), por um período de 1 ano.
  • O Iyawo não carrega embrulho na cabeça.
  • O Iyawo não deve ser descortês, nem mesmo entre os irmãos do terreiro e com visitantes, e sim bastante paciente e educado.
  • O Iyawo não deve impor seus desejos, nem mesmo entre os irmão de barco.
  • O Iyawo não deve faltar com educação e cortesia para com todos aqueles que nos batem a porta, seja ele conhecido ou não.
  • O Iyawo não deve tornar publico as coisas que delas participarem em caráter de segredo na Casa de Santo
  • O Iyawo não deve menosprezar os outros e nem se colocar em falso pedestal de auto suficiente, e sim ser humilde.
  • O Iyawo nunca, jamais, em tempo ou hipótese alguma, seja no seu barracão ou no barracão do alheio, deve-se sentar na mesma altura que do Babá/Iyá. Ele já passou por vários sacrifícios para estar sentado confortavelmente ali. Você ainda está no meio do caminho. Mesmo que o dono da Casa chame , cabe a você recusar.
  • O Iyawo não bebe nenhum líquido em copo de vidro dentro de seu barracão ou no barracão do alheio.
  • O Iyawo usa a colher para sua refeição.

 

Babá, Iyá, Ajoiê, Ogan, Iyawo, Abiyan:

Desde o Babá/Iyá, até o abiyan ao chegar a Casa, o procedimento correto é:

. Estar vestido de branco; ressaltando que:

-Para os homens – calça comprida e camisa branca; tênis ou chinelo branco;

-Mulheres – Vestido ou saia/camisa branco; chinelo rasteiro ou sandália rasteiro branco.

. Ir direto para a cozinha beber um copo d’água para esfriar o corpo da rua, sem fazer paradas;  não falar com ninguém;

. Tomar seu banho e colocar sua roupa de ração;

. “Bater” cabeça no Axé, na porta dos quartos de Santo; para o Babá/Iyá. Depois “trocar” a benção a TODOS os seus irmãos, sendo por ordem hierárquica (dos mais velhos aos mais novos), de acordo com a ordem iniciada.

. Todo aquele que tenha feito um Obí ou Eborí,deverá fazer suas refeições sentados em esteiras, e assim que terminarem, deverão levantar as mesmas e guardá-las; não deve colocar os pés calçados nas esteiras;

. Todo aquele ao levantar não deve falar com ninguém, deve antes beber um pouco de água; isso é para apagar os vestígios ou traços espirituais que eventualmente tivesse vindo rondá-lo durante a noite;

. Todo aquele não deve ocultar para o Babá/Iyá algum problema que possa aparecer com ele junto a Casa.

. Todo aquele não deve falar mal da sua Casa; tem dúvida? – Procure o Babá/Iyá

Devemos ter o comprometimento com a Casa, após alguma festividade interna ou não, de deixarmos tudo em ordem, e se temos a contribuição de todos, fica muito mais fácil.

É bom lembrarmos que esta disponibilidade, não é para somente a quem está se iniciando, e sim para todos.

unnamed

Candomblé: é Hierarquia, Humildade, Aprendizado e Amor ao Orisá.

Babalorisá Fernando D´Òsagiyan

Iyá Kèkèré Mônica D´Osòósí

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s